Voltar | Home / Mídia / Ampliação do Hospital Geral Ernesto Simões Filho em Salvador entregue em 2017 por acr arquitetura

Ampliação do Hospital Geral Ernesto Simões Filho em Salvador entregue em 2017 por acr arquitetura

Ampliação do Hospital Geral Ernesto Simões Filho em Salvador entregue em 2017 por acr arquitetura

27 de dezembro de 2017

O Centro de Bioimagem do Hospital Geral Ernesto Simões Filho, no bairro do Pau Miúdo, em Salvador (BA), inaugurado no segundo semestre deste ano, marcou a participação da acr arquitetura num projeto de Parceria Público Privada (PPP) assinado em 2014 por um consórcio formado pelas empresas Alliar (nosso cliente), Fidi e Philips. Foi a oportunidade de empregar nossa expertise em arquitetura hospitalar também a serviço de instituições públicas.

O objetivo de reformar e ampliar a área de diagnóstico do hospital, com equipamentos de alta tecnologia, foi plenamente alcançado. A unidade já em funcionamento conta com um aparelho de ressonância magnética, novo tomógrafo e dois aparelhos de raio x. “A expectativa é que a gente consiga ampliar a capacidade atendimento do hospital em pelo menos 20%, reduzindo o tempo de internação. Nós também vamos ampliar a resolutividade dos casos, pois passaremos a atender os mais complexos”, explicou o secretário da saúde, Fábio Vilas-Boas, ao Jornal Grande da Bahia.

 

A cenografia como recurso arquitetônico

Além das salas de diagnóstico por imagem, o Centro de Bioimagem conta com salas de espera, atendimento e preparo/repouso. O projeto priorizou o fluxo operacional, possibilitando o acesso direto e exclusivo dos pacientes internados e também dos que vão ao hospital apenas para a realização dos exames (com entrada pela rua principal).

O destaque desse projeto para o Hospital Geral Ernesto Simões Filho fica para a sala de ressonância magnética, cujo exame geralmente provoca certo estresse no paciente, que pode sofrer de claustrofobia. Com uma iluminação adequada e um painel fotográfico – que reporta a um aquário -, foi criado um cenário que distrai o foco de atenção do paciente, levando-o a “viajar” para outro lugar.

Melhorar as instalações físicas para que as pessoas se sintam seguras e acolhidas, contribuindo para o seu bem-estar. Essa é a base da arquitetura hospitalar. Essa é a missão da acr arquitetura.

 

 

Top